Artesãos da Capital podem expor os seus produtos em quiosque no Shopping Center Norte – [Blog da Solange Pereira]

A partir de agora os artesãos da Capital contam com um quiosque no Shopping Center Norte para expor os seus produtos. A iniciativa da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo levará artesãos e manualistas credenciados no programa Mãos e Mentes Paulistanas para comercializarem os seus produtos em um dos maiores shoppings da municipio de São Paulo, que recebe em média 120 mil individuos por dia. Durante dois meses, 30 empreendedores artesanais poderão expor seus produtos no quiosque, promovendo a retomada econômica do setor na municipio.

“A Prefeitura de São Paulo tem como objetivo levar oportunidades de geração de renda e acesso para os públicos mais vulneráveis e, neste momento, os que mais foram afetados pela crise do coronavírus. Essa ação chega em um momento de extrema importância para a retomada econômica da Capital, promovendo o acesso a mercado para um dos setores mais impactados, que foi o do artesanato”, declara a secretária de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, Aline Cardoso. “Estamos muito felizes com essa conquista para o setor. Além disso, trabalhamos com ações de qualificação, um dos pilares fundamentais para o sucesso do empreendedor. Sendo assim, o Mãos e Mentes oferece não só a possibilidade do aumento das vendas, mas também uma capacitação completa em empreendedorismo e gestão, que é fundamental para o fortalecimento de um negócio”, complementa.

A seleção dos participantes é feita por meio de uma curadoria da Rede Asta, instituição parceira da Prefeitura que foi contratada para a gestão do programa. A cada dois meses, haverá um novo processo de seleção para novos empreendedores. Dentre os critérios para participar estão disponibilidade para trabalho; qualidade dos produtos; e variedade de produtos e habilidades.

Os 30 artesãos trabalharão no quiosque em turnos variados. Sendo quatro empreendedores por dia, dois no período da manhã e dois a tarde, totalizando 27 turnos por semana. Cada artesão poderá escolher cinco peças próprias, com até duas unidades de cada com variação de cor ou estampa, formando a sua coleção, para expor no quiosque pelo período de dois meses. Ao todo, o espaço contará com 300 peças expostas.

Uma das artesãs participantes é a Cleuza Arlindo, 63 anos. A empreendedora atua com artesanato há 40 anos, tendo a função como sua principal fonte de renda há 11 anos. Cleuza conta que aprendeu a costurar com sua genitora, com menos de 14 anos de idade, onde pegou amor pelo artesanato. A artesã destacou a importância do Mãos e Mentes para a retomada das vendas.

“Eu conheci o Mãos e Mentes por meio de uma amiga. Tive a honra de participar do primeiro evento realizado pelo programa, na Praça da República, e hoje é um prazer poder ter me capacitado e fazer parte da retomada de atividades do programa. Tenho certeza que esta iniciativa será ótima para alavancar as nossas vendas e valorizar o nosso trabalho”, declara Cleuza Arlindo.

Para participar desta ação, além de estar credenciado, o artesão deve também já ter realizado o curso de qualificação do programa, ser Microempreendedor Individual –MEI; ter disponibilidade de trabalho voluntário em escalas pré-definidas; produto artesanal produzido pelo próprio artesão, não podendo participar itens de alimentação, higiene, cosméticos e saboaria.

Já a Maria Lucia Pereira, é filha de artesã, sempre gostou da ideia, mas começou a atuar na área somente em 2005. Com o passar do tempo a empreendedora foi se qualificando, aprendendo novas habilidades e analisando o mercado. Ela conta que demorou para entender que o artesanato era uma forma de empreendedorismo e que a qualificação foi fundamental para mudar sua mentalidade.

“O curso foi muito importante para que eu aprendesse a valorizar meu próprio produto. Tanto que me inscrevi para poder comercializar meus artesanatos no Shopping Center Norte. Ou seja, o programa só agrega para o empreendedor que precisa de apoio e muitas vezes não sabe por onde começar”, declara Maria Lucia.

O Programa Mãos e Mentes Paulistanas, lançado em 2019, tem como objetivo a melhoria da atividade econômica e social para empreendedores artesanais e manualistas da municipio.

O curso de qualificação, que já formou mais de 400 alunos, oferece conteúdos relacionados a vendas on-line, organização financeira, cooperativismo, sustentabilidade, plano de negócios, planejamento de coleção, fotografia de produto, entre outros temas que serão fundamentais para o artesão aumentar suas vendas e destacar o seu empreendimento.

Daniela Pavan, gerente de sustentabilidade da Cidade Center Norte, reforça a importância do projeto para o desenvolvimento individuol e profissional dessas artesãs e costureiras, que residem nas comunidades da zona norte, como uma forma de fortalecer suas capamunicipios de gerar renda própria por meio do empreendedorismo. “No Quiosque, elas são responsáveis por toda a operação e produtos. É uma excelente oportunidade para que coloquem em prática tudo o que aprenderam durante as aulas e desenvolvam competências de varejistas”, afirma.

Para realizar o credenciamento e habilitação, o empreendedor pode acessar o credenciamento on-line pelo Portal 156: www.sp156.prefeitura.sp.gov.br/portal/cadastro

Serviço
Quiosque Mãos e Mentes Paulistanas

De segunda sábado, das 10h às 22h
Domingos e feriados, das 14h às 20h

Por , em 2021-09-22 20:09:08


Todos os direitos reservados do texto e imagens para Fonte www.jornalspnorte.com.br



Clique aqui e ver mais sobre o Super Kit de Moldes + Curso de Costura do Zero. Clicando agora tuganha mini kit gratuito para imprimir + aula grátis.

Deixe um comentário