Artesãos e chefes da gastronomia amazonense vão expor artesanatos e servir pratos à base de formigas, no Senado Federal | Cotidiano | A Crítica | Amazônia – Amazonas – [Blog da Solange Pereira]

Dois dos mais destacados artesãos indígenas e duas chefes da gastronomia amazonense vão representar o Estado em uma exposição internacional que acontecerá de 31 de agosto a 2 de setembro no Senado, no Congresso Nacional, em Brasília. 

As chefes da gastronomia regional serão Elisângela Valle, proprietária dos restaurantes Tambaqui de Banda e Filhote do Pará, em Manaus; e Josefa Gonçalves de Oliveira (conhecida internacionalmente como Dona Brazi) e um ícone da gastronomia da floresta profunda, que vive em São Gabriel da Cachoeira, e conhecida pelos seus pratos à base de formigas, iguarias da culinária indígena, que serão servidas aos parlamentares e convidados no Congresso Nacional.

Os artesãos Janete Mara, da etnia Tariano, de São Gabriel da Cachoeira, e Antonio Jesus da mesma etnia de Barcelos, simbolizam a vanguarda do artesanato indígena, onde as fibras naturais da floresta são suas matérias primas apresentadas com designer refinado, e que valorizam a ancestralidade dos povos que vivem no Rio Negro, região que reúne o maior número de etnias do Amazonas.

A Mostra de Gastronomia e Turismo será realizada pela Comissão de Relações Exteriores, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Associação Brasileira dos Sebrae (Abase). A abertura será amanhã (31 de agosto, às 15h, no Espaço Ivandro Cunha Lima) no Senado Federal e irá até o dia 2 de setembro das 10h as 18h. No dia 2 haverá uma audiência pública com a presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, senadora Kátia Abreu, às 10h. 

Logo após, das 12h30 às 16h30 acontecerá a mostra gastronômica no restaurante principal do Senado, onde as chefes servirão seus pratos regionais, a base de formigas, aos convidados. Será a primeira vez que as iguarias de Dona Brazi e Elisângela Valle serão servidas aos parlamentares e convidados no Parlamento.

Tive o prazer de acompanhar dona Brazi cozinhando em sua residência em São Gabriel da Cachoeira, onde ela fez uma mostra dos pratos que irá servir no Senado. Sua habilidade e conhecimento dos ingredientes da floresta, dentre eles as formigas saúvas, fizeram dela a principal referência da culinária amazônica. Chefes como o premiadíssimo Alex Atala, um dos dez mais importantes chefes gastronômicos do globo, e o francês Pascal Barbot, dono do restaurante L’Astrance, que já teve três estrelas Michelin, em Paris, e é considerado um dos mais importantes da alta culinária francesa, à tratam com deferência pelo seu conhecimento dos produtos da floresta.

O despojamento de dona Brazi, que é da etnia Baré, surpreende pela originalidade dos seus ingredientes da Amazônia, que transformam os pratos da culinária indígena de São Gabriel da Cachoeira, em uma vitrine gastronômica mundial. “Eu cozinho o que aprendi com minha avó, genitora e todas as mestres indígenas da região. Com elas conheci a arte de muitos povos e reproduzo em meus pratos, o que há de mais autêntico na gastronomia amazonense”.

Chefe há onze anos e com o Master in Cusine-Le Cordon Bleu de Lima, Peru; Elisângela Valle é uma estrela da nova geração da gastronomia amazonense. Ela se destaca pela capamunicipio de misturar ingredientes regionais, com o que há de mais avançado no conceito científico da culinária mundial. Foi dela a iniciativa de levar as formigas Maniwara para os laboratórios da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), onde se constatou que estas formigas são ricas em vitamina A, portanto, boas para os olhos, como reza a tradição popular, acertadamente. “Eu vou fazer uma releitura da Quinhampira (caldo de peixe moqueado feito com tucupi negro), com um risoto que terá manteiga, vinho e parmesão de formiga saúva”, adiantou.

A artesã Janete Mara Martins da etnia Tariano, de São Gabriel da Cachoeira, trabalha há 10 anos com artesanato voltado aos mercados nacional e internacional. Suas peças são conhecidas em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Recife, Belo Horizonte e outras capitais brasileiras. Ela irá representando Associação dos Artesãos Indígenas de São Gabriel da Cachoeira (Assai), que reúne mais de 60 artesãos de diversas etnias locais.   

Segundo ela, “participar com o artesanato indígena no Senado Federal é uma honra, porque poderá mostrar o que há de mais autêntico da arte indígena brasileira”. Suas fruteiras Wambé são conhecidas pelo estilo e leveza e estarão presentes na exposição, bem como outras peças de colegas da Assai.

O artesão Antonio de Jesus Dias Campos, da etnia Tariano, é um dos mais hábeis na composição de peças em que a matéria prima é a piaçava. Seu estilo ousado e original surpreende pelo acabamento e as habilidades ancestrais indígenas da região de Barcelos. “Estou indo representando o Núcleo de Arte e Cultura Indígena de Barcelos (Nacib). E, para mim, é uma alegria poder mostrar no Senado o que fazemos de forma coletiva”, comentou.

O Sebrae Amazonas estará representado pelo presidente do Conselho Deliberativo Estadual (CDE), Muni Lourenço, a diretora Superintendente Lamisse Said Cavalcanti, e a diretora habilidade Adrianne Antony Gonçalves. Os dirigentes vão prestigiar os artesãos e chefes da gastronomia amazonense em evento de repercussão internacional. Segundo o presidente Muni Lourenço “é uma excelente oportunidade para destacar o que há de melhor nessas áreas, fortalecendo a cultura, turismo e a culinária amazonense”.

A diretora Superintendente do Sebrae Amazonas, Lamisse Said Cavalcanti, disse “que iniciar o ciclo de internacionalização da gastronomia e do turismo/artesanato, como indutores do desenvolvimento regional, pela região Norte, constitui-se em um fato de grande relevância; para destacar o potencial do turismo gastronômico da Amazônia visando, assim, a geração de emprego e renda; bem como o desenvolvimento dos pequenos negócios locais”.

A diretora habilidade Adrianne Antony Gonçalves, a quem às áreas de artesanato e gastronomia estão subordinadas no Sebrae Amazonas, evidencia a qualidade de nível internacional alcançada pelas áreas que estão sendo apresentadas no Senado Federal.



Por , em 2021-08-30 11:01:15


Todos os direitos reservados do texto e imagens para Fonte www.acritica.com



Clique aqui e ver mais sobre o Super Kit de Moldes + Curso de Costura do Zero. Clicando agora tuganha mini kit gratuito para imprimir + aula grátis.

Deixe um comentário