Caf da manh pressiona oramento familiar na Grande BH – Economia – [Blog da Solange Pereira]

Al
Alm das remarcaes, os preos do po francs, um dos itens tpicos da refeio, apresentam variaes de at 73% entre estabelecimentos na capital mineira (foto: Fotos: Leandro Couri/EM/D.A Press)

A conta de energia e os combustveis tm levado a culpa pelos aumentos persistentes do custo de vida – no sem razo, devido alta de preos que os chamados servios administrados pelo governo tm apresentado –, mas a inflao j atinge as despesas mais comuns e tpicas dos brasileiros. Na Grande Belo Horizonte, a refeio tradicional mesa do caf da manh, servida do pozinho francs com manteiga e caf, aperta o oramento familiar e se descolou da variao mdia dos preos em quase todas as bases de comparao pesquisadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica (IBGE).

 

Val
Valria Barbosa e o filho Olavo fizeram mudanas no cardpio, reduzindo o nmero de pes mesa e acrescentando a crepioca, mais em conta

O caf modo foi alado lista de viles dos preos em julho, ao encarecer 4,89%, frente a variao de 0,71% do ndice Nacional de Preos ao Consumidor Amplo (IPCA) medido em BH e entorno. As remarcaes do po francs e da manteiga tambm foram bem superiores mdia geral do custo de vida na Regio Metropolitana da capital, tendo alcanado, respectivamente, 1,50% e 2,60%.

 

Quando a anlise feita desde janeiro, o flego desses produtos faz inveja. Enquanto o IPCA atingiu 4,61%, o caf modo ficou 6,46% mais caro; a manteiga sofreu reajuste de 6,56% e o po francs foi remarcado em 5,32%. O melhor preparar o bolso, uma vez que o cenrio mais provvel desenhado por pesquisadores de institutos de pesquisa da inflao e economistas de novos aumentos dos preos.

 

Nos ltimos 12 meses terminados em julho, os aumentos observados na Grande BH atingiram 12,33%, em mdia, nos gastos com caf modo para o consumidor, e 12,24% no caso da manteiga. O IPCA, por sua vez, variou 9,43%. S o po francs perdeu para a inflao nesse perodo, com reajuste de 7,19%. A justificativa para o encarecimento de Itens como o caf tem aliado os efeitos de geadas nas lavouras ao prprio impacto da inflao dos combustveis sobre o frete das mercadorias.

 

O preo mdio do quilo do po francs na capital mineira j chega a R$ 19,90 em algumas padarias de Belo Horizonte. Em uma rede de supermercados da capital, o preo da baguete de R$ 29,90 o quilo. Segundo pesquisa divulgada pelo site Mercado Mineiro em 27 de julho passado, com dados apurados entre os dias 20 e 23 em 29 padarias, alm dos reajustes, o po francs varia 73% no quilo, dada a disparidade dos preos cobrados em BH, entre R$ 11,49 e R$ 19,90.

ESCASSEZ A costureira Betnia Coimbra, de 59 anos, e a filha musicista Dbora Coimbra, de 26, tm o hbito de todos os dias tomar o caf da manh em padarias. A variao de preos, tanto entre os estabelecimentos que elas frequentam, quanto as remarcaes “de um dia para outro” tm assustado. “So valores que variam em at 50% de um lugar para outro”, observam.

 

Mas o que tem chamado tambm a ateno de me e filha a escassez de alguns produtos. “Chegamos em uma padaria e o caf s preparado na hora. Em outra no havia manteiga para passar no po. S margarina.” A comerciante Luciana Alves diz que, no caso do caf, esse procedimento evita que o produto fique acumulado em garrafas trmicas ou mquinas por muito tempo e sujeito a oxidao ou alterao de sabor.

 

O bolso tambm enfrenta aperto para quem tem o hbito de fazer a primeira refeio do dia em casa, junto aos familiares. A psicloga aposentada Valria Marques Moreira Barbosa, de 66, mora com o marido e dois filhos na Regio Sul de BH e diz que a soluo para fugir das altas foi substituir produtos no caf da manh.

 

“A soluo a crepioca (crepe de tapioca), com ovos e praticamente a eliminao dos pes. Um pacote de 250 gramas de p de caf est custando, em mdia, R$ 11, o que significa que um quilo vendido acima de R$ 30 e a expectativa diante das circunstncias climticas que fique bem mais caro. Sem contar a manteiga e o leite”, reclama Valria.

MUDANAS Para o presidente da Associao Mineira da Indstria da Panificao (Amipo), Trcio Dantas, a sociedade vem absorvendo e entendendo as necessidades de alteraes de preos. “Na realidade, o aumento no foi apenas de produtos alimentcios, que sofreram impactos de outras altas como energia e combustveis, por exemplo.”

 

O setor de panificao, segundo o dirigente da entidade, sofreu muito com as consequncias da pandemia, entre elas o desemprego, o “dinheiro mais curto no bolso”, a paralisao de alguns setores, que deixaram de fornecer insumos e produtos, a consequente queda no consumo. Trata-se de uma soma de fatores que justificam os aumentos no setor de alimentos, de acordo com Dantas. “Afetando principalmente produtos bsicos como o po e leite.”

 

Levantamento feito pela Amipo mostra que a situao mais grave do setor foi registrada na Regio Central da capital, e alguns bairros de classe mdia, “que ofereciam servios de caf da manh e almoo e sofreram queda significativa de at 50% no faturamento, com os sucessivos decretos de abertura e flexibilizao do funcionamento dos estabelecimentos, devido ao combate COVID-19”.

 

Em bairros de periferia e algumas regies de classe mdia, houve certo crescimento das vendas devido ao trabalho remoto, que manteve as individuos em casa. “Naqueles bairros que praticamente eram dormitrios, empresas registraram maior movimento no comrcio local”, diz o presidente da Amipo.

 

Ele acredita que mudanas de hbitos sinalizam uma nova cultura de consumo, o que poder tambm influenciar os custos de comercializao de produtos e os preos ao consumidor. “As individuos hoje compram onde querem, de onde esto e a qualquer momento. Aprenderam a no sair da prpria casa pra comprar qualquer produto. O que espervamos que aconteceria nas prximas dcadas, aconteceu no ltimo ano. Quem no se adequar estar fora do mercado”, conclui.

REPASSES A scia-proprietria do Teresa Caf, nas imediaes do Mercado Central de BH, Luciana Alves, de 43, conta que a aquisio de produtos para suprir o caf da manh registrou sucessivos aumentos desde a abertura do estabelecimento, em dezembro do ano passado. “Seguramos ao mximo o repasse de preos ao consumidor, mas agora no est sendo mais possvel”, afirma. De forma gradual, os preos vo sendo repassados “para no assustar os fregueses.”

 

Luciana diz que as altas mais sentidas, a princpio, na empresa foram as de derivados de laticnio e de panificao e quitandas. Na sequncia, est o caf. Ela prev alta ainda mais significativa de preos devido s consequncias das variaes climticas, agravadas pelas geadas que atingiram regies produtoras de Minas em julho.

NO VAREJO

Variao de preos mdios entre julho de 2020 e 21 (kg)

» Po francs 9,97%

» Po doce 13%

» Mussarela 33,83%

» Presunto 16,76%

Variao de preos apurados entre 20 e 23 de julho em 29 padarias de BH

» Presunto (Kg) 62%

» Po com manteiga (unidade) 70%

» Caf com leite (mdia) 160%

Fonte: site Mercado Mineiro 

Por , em 2021-08-14 04:00:00


Todos os direitos reservados do texto e imagens para Fonte www.em.com.br



Clique aqui e ver mais sobre o Super Kit de Moldes + Curso de Costura do Zero. Clicando agora tuganha mini kit gratuito para imprimir + aula grátis.

Deixe um comentário