Ipea aponta recuo da inflação de 1,58% para as famílias de menor renda – [Blog da Solange Pereira]

Victória Anhesini
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie

Notícias

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) informou nesta sexta-feira (12) o Indicador Ipea de Inflação por Faixa de Renda referente a janeiro. A taxa de inflação para as famílias de renda mais baixa (com rendimento familiar mensal menor que R$ 1.650,50) registrou um recuo de 1,58%, em dezembro, para 0,21% no primeiro mês de 2021.

Além disso, a análise mostrou ainda que, na faixa com as famílias de renda mais alta (com rendimento domiciliar superior a R$ 16.509,66), a taxa de inflação passou de 1,05% para 0,29% no mesmo período.

Conforme a pesquisa, o impacto foi menor do que em dezembro, em relação à pressão no preço dos alimentos. 11 dos 16 itens que compõem o subgrupo de alimentação apresentaram desaceleração da inflação. O maior destaque é do arroz, com queda de 3,84% para 0,24%.

Energia elétrica

De acordo com o Ipea, o principal alívio para o segmento mais pobre da população foi a redução dos preços de energia elétrica. A deflação de 5,6% das tarifas anulou as altas de aluguel (0,55%) e gás de botijão (3,19%).

A energia elétrica não contribuiu tanto para desacelerar a inflação na faixa de renda mais alta da população. O item tem peso menor na cesta de consumo dessas famílias. Por outro lado, elas foram mais atingidas pelo aumento de 2,17% da gasolina.

Além dos combustíveis, houve reajustes de 0,66% dos planos de saúde. Além disso, uma série de serviços, como costureira (1,32%), depilação (1,28%) e cartório (7,82%), ajudaram a tornar a desaceleração inflacionária menos intensa para as famílias mais ricas em janeiro.

Comparação de 2020

Em comparação com janeiro de 2020, as famílias de renda muito baixa e renda média alta apresentaram taxas de inflação um pouco menores. Houve redução de 0,23% para 0,21% e de 0,28% para 0,27%, respectivamente.

De acordo com o Ipea, a classe com a maior variação nesse período foi a de renda mais alta. Passou de 0,18 % em janeiro de 2020 para 0,29% no primeiro mês de 2021. No entanto, entre fevereiro de 2020 e janeiro de 2021, a inflação das famílias mais ricas (2,9%) segue bem abaixo da observada no segmento mais pobre (6,2%).

*Com Agência Brasil

Gostaria de ter orientação sobre como investir e onde? Preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos poderá ajudar em sua jornada.

Por , em 2021-02-12 15:02:43


Fonte www.euqueroinvestir.com



Clique aqui e saiba mais sobre o Super Kit de Moldes + Curso de Costura do Zero. Clicando agora você ganha mini kit gratuito para imprimir + aula grátis.

Deixe um comentário