Pautado no empreendedorismo e na solidariedade, Grupo Malwee completa 115 anos – [Blog da Solange Pereira]

Trajetória de uma das principais empresas têxtis do país teve início após a vinda de imigrantes alemães para Jaraguá do Sul no início do século XX

Com uma história pautada no empreendedorismo, sustentabilidade e solidariedade, a Firma Weege, atualmente conhecida como Grupo Malwee, completa 115 anos neste dia 6 de janeiro.

Uma trajetória que começou no século XX, com a chegada de imigrantes alemães a Jaraguá do Sul, no Norte do Estado, e que continua moldando a economia catarinense nos tempos atuais.

Grupo surgiu em 1906 com o nome de firma Weege e continua inovando em diversos segmentos – Foto: Grupo Malwee/Divulgação

Tudo começou com o casal Wilhelm e Bertha Weege em 1906, com atividades de comércio, queijaria e açougue. Anos mais tarde, em 1948, o negócio passou a ser Sociedade Anônima, administrada pelo filho de Wilhelm, o sr. Wolfgang Weege. A partir dai, houve a ampliação da empresa com a compra de um frigorífico e lacticínios.

“Nossa história é de um empreendedorismo muito forte. Começamos com a agricultura, depois migramos para loja de departamentos na década de 50 e fomos evoluindo com o passar dos anos”, explica o atual CEO do Grupo Malwee e bisneto do fundador, Guilherme Weege.

Ainda nos anos 1950, o grupo optou pelo fechamento do frigorífico. O espaço, então, foi adaptado e em 1968 passou a funcionar uma empresa têxtil com atividades de malharia, tinturaria, estamparia, corte e costura e expedição. Nascia assim a Malwee, uma das principais empresas têxtis do país.

Empresa foi fundada no século XX após a chegada da família em Jaraguá do Sul – Foto: Grupo Malwee/DivulgaçãoEmpresa foi fundada no século XX após a chegada da família em Jaraguá do Sul – Foto: Grupo Malwee/Divulgação

“Fazer o bem e bem feito”

Segundo Guilherme, o que norteia toda esta trajetória são dois lemas fundamentais: fazer o bem e bem feito, um ensinamento que foi repassado de geração em geração.

“Acho que esses ensinamentos vieram de uma forma natural. O exemplo, ele se arrasta. Eu lembro de quando era criança e participava dos projetos sociais, ia nas comunidades. Isso me tocou para seguir com esses valores ainda hoje”, explica.

Além das empresas, o grupo também conta com o Instituto Malwee que trabalha em duas frentes: meio-ambiente e nas necessidades voltadas a crianças e adolescentes, como saúde e educação.

Só durante a pandemia, o instituto doou milhares de máscaras infantis para comunidades carentes e hospitais de todo o Brasil.

“Não se tinha máscaras infantis no mercado. Então, nós as produzimos e as entregamos em mais de 80 favelas brasileiras. Além disso, só em 2020 doamos cerca de R$ 22 milhões por meio do instituto. E é esse legado de pensar no próximo que queremos deixar”, conta.

Atualmente, a Malwee conta com 5,5 mil colaboradores, 24 mil pontos de vendas multimarcas, 82 lojas monomarcas e quatro unidades fabris. Ao todo, mais de 35 milhões de peças de vestuários são produzidas por ano e que são exportadas para vários países.



Por , em 2021-01-06 11:39:00


Fonte ndmais.com.br



Clique aqui e saiba mais sobre o Super Kit de Moldes + Curso de Costura do Zero. Clicando agora você ganha mini kit gratuito para imprimir + aula grátis.

Deixe um comentário