Mudança na gratuidade do transporte público impacta idosos entre 60 e 65 anos no Alto Tietê | Mogi das Cruzes e Suzano – [Blog da Solange Pereira]

De acordo com a medida, a partir do dia 1º de fevereiro, o benefício passará a valer apenas para os passageiros acima de 65 anos que usarem os ônibus municipais de São Paulo e intermunicipais (EMTU), além do metrô e da CPTM. A mudança na gratuidade terá impacto na vida de muitos moradores do Alto Tietê.

Manoel Messias de Oliveira, de 63 anos, é aposentado e recebe, por mês, um salário mínimo e meio. O idoso mora em Itaquaquecetuba e, pelo menos uma vez por semana, precisa ir ao dentista em São Paulo ou buscar exames e remédios da esposa em Mogi das Cruzes.

Colocando na ponta do lápis, Manoel calcula que, com o fim da gratuidade, terá de gastar pelo menos R$ 80 por mês com condução. “É um direito que a gente adquiriu, aí eles entram e tiram. Vou ter que gastar duas conduções aqui e duas lá. São quatro conduções e R$ 20 por dia. E você nunca sabe quando vai precisar sair”, disse.

Manoel é uma das pessoas afetadas pela mudança na gratuidade — Foto: Reprodução/TV Diário

A novidade também não foi aprovada por moradores da região que continuam tendo direito à gratuidade. “Acho um absurdo, sinceramente. A gente já pagou tanto. Eu fui uma pessoa que paguei muito. Só parei de pagar quando fiz 65 anos. Agora estou com 73, mas acho um absurdo”, opinou Antônia Nascimento Silva.

“Achei errado, porque tem muitas pessoas com 60 anos que já não aguentam trabalhar, que não têm emprego. Como fica isso? Quem é que vai dar o alimento deles?”, falou Maurino Fernandes, que também tem 73 anos.

O Bom Dia Diário também ouviu a opinião de pessoas com menos de 60 anos e que, portanto, já não estavam na faixa de idade que garantia a gratuidade no transporte público.

“Hoje em dia, as pessoas que têm 60 anos são bem ativas. Tem pessoas que ainda estão trabalhando e que têm condições de pagar”, disse a costureira Maria Celestino.

“Tem idosos que precisam. Que vão fazer uma fisioterapia, vão ao médico. Eles precisam da gratuidade porque não podem mais trabalhar”, falou Estefanie Costa Silva Neves, que está desempregada.

Linhas intermunicipais também terão mudanças na gratuidade — Foto: Reprodução/TV Diário

Em relação a essa mudança, passageiros com menos de 65 anos que já têm um cartão do Bilhete Único Especial da Pessoa Idosa devem trocar o cartão por um modelo do tipo comum neste mês. É possível obter informações sobre a troca do cartão do Bilhete Único pelo site da SPTrans ou pelo número 156.

A gratuidade será cancelada em 1º de fevereiro para quem não completar a idade mínima necessária. Segundo o Governo do Estado e a Prefeitura de São Paulo, a medida segue a revisão gradual de políticas voltadas ao idoso e a recente reforma da previdência, que fixou a idade mínima de 65 anos para aposentadoria para homens e de 62 anos para mulheres.

O Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos informou, por meio de nota, que “embora as decisões estejam de acordo com o Estatuto do Idoso, vale frisar que a gratuidade a partir dos 60 anos é decisão que pode ser estabelecida por cada município, quanto aos direitos estaduais, pelo governador, dependendo, assim, de vontade e posição política. As revogações podem ter base legal. No entanto, de acordo com o sindicato, são imorais”.

Por , em 2021-01-05 11:56:00


Fonte g1.globo.com



Clique aqui e saiba mais sobre o Super Kit de Moldes + Curso de Costura do Zero. Clicando agora você ganha mini kit gratuito para imprimir + aula grátis.

Deixe um comentário