Arquitetos voluntários desenvolvem projetos para comunidades africanas – Casa e Jardim – [Blog da Solange Pereira]

A Cidade da Fraternidade da FSF em Madacascar (Foto: FSF / Divulgação)

Um grupo de arquitetos voluntários de São Paulo se uniu para desenvolver projetos de espaços sanitários, de lazer e moradia às comunidades menos favorecidas por meio do projeto Fraternidade sem Fronteiras (FSF).

Atualmente, a iniciativa busca recursos para a construção de uma biblioteca para a Nação Ubuntu, no campo de Refugiados de Dzaleka, no Malawi. “Estamos divulgando essa causa e esperamos que novos doadores possam colaborar para que realizemos esse sonho”, explica Daniella Matavelli, membro do projeto.

Contando com 10 profissionais, os Arquitetos sem Fronteiras (ASF) estão em ação desde 2017, atuando junto à FSF, com o objetivo de exercer o trabalho humanitário a partir da elaboração de projetos de arquitetura, artes e construção. A organização em breve inaugurará uma subsede em São Paulo, ligada à FSF, para encontros presenciais e com o propósito de receber mais voluntários que contribuam com a causa.

Perspectiva da Biblioteca da Nação Ubuntu no Malawi (Foto: ASF / Divulgação)

Perspectiva da Biblioteca da Nação Ubuntu no Malawi (Foto: ASF / Divulgação)

Os projetos arquitetônicos desenvolvidos pelo ASF são voltados, prioritariamente, para a melhor qualidade de vida dos beneficiários e oferecem condições mais dignas às pessoas no Brasil e em diversos outros países.

Desde sua criação, o grupo desenvolveu projetos em Canudos, em Moçambique, no Malawi e em Madagascar. Em 2019, os arquitetos viajaram a Madagascar para auxiliar na melhoria sanitária da região de Ambovombe, construindo sistemas de banheiros secos e de captação de água da chuva. Além disso, os arquitetos ensinaram os moradores da região a realizar a manutenção das obras.

Em Madagascar, há famílias vivendo na extrema miséria, sofrendo com a fome e a sede e morando em casas precárias. A FSF está no país desde 2017 e, atualmente, possui nove Centros de Acolhimento com atendimento a quatro mil crianças, principalmente no tratamento nutricional. Na cidade da Fraternidade são 100 casas construídas, além de projetos de produção de biocarvão, costura e artesanato, ferramentas de metal, padaria, produção de sabão e agroecologia.

Perspectiva interna da biblioteca da Nação Ubuntu no Malawi (Foto: ASF / Divulgação)

Perspectiva interna da biblioteca da Nação Ubuntu no Malawi (Foto: ASF / Divulgação)

Fundada em 2019, a FSF é uma organização humanitária e não-governamental, com sede em Campo Grande (MS) e atuação brasileira e internacional. A instituição possui 53 polos de trabalho, mantém centros de acolhimento, que oferecem alimentação, saúde, formação profissionalizante, educação, cultivo sustentável, construção de casas e ainda, abraça projetos de crianças com microcefalia e doença rara. Para fazer parte e ser um voluntário da organização, basta enviar um e-mail para: [email protected]



Por , em 2021-01-03 06:53:30


Fonte revistacasaejardim.globo.com



Clique aqui e saiba mais sobre o Super Kit de Moldes + Curso de Costura do Zero. Clicando agora você ganha mini kit gratuito para imprimir + aula grátis.

Deixe um comentário