Casal cria delivery de petiscos caseiros após perder renda durante a pandemia – Pequenas Empresas Grandes Negócios – [Blog da Solange Pereira]

Flávia Malheiros e Bruno Fonseca criaram o Lá Di Casa após perderem seus empregos durante a pandemia (Foto: Reprodução)

O motor da van de transporte escolar guiado por Flávia Malheiros foi desligado ao mesmo tempo em que pararam as máquinas de costura da confecção de camisetas em que seu marido, Bruno Fonseca, trabalhava. Era o fatídico mês de março, e o casal, que vive no Grajaú, se viu sem renda, tendo um filho, Eric, de 11 anos, para criar. Não havia tempo a perder. Pilotar um fogão, em parceria com o parceiro, outro apaixonado por culinária, foi a saída encontrada para garantir a sobrevivência em meio à pandemia.

Se no passado, marido e mulher faziam, por hobby, não por necessidade, lanches para vender, havia chegado a hora de transformar esse talento em profissão. A divulgação dos petiscos do Lá Di Casa começou no prédio onde moram, ganhando em seguida o perfil @ladi_ casa no Instagram para expandir os domínios. Não demorou para o pão italiano com filé-mignon ganhar fama nas redondezas. Com o tempo, o cardápio, que também inclui bolos e sobremesas, só cresceu e ainda ganhou uma carta de batidas, com sabores variados, como os de cacau com avelã e amendoim.

— Eu me redescobri na pandemia. Trabalhar com comida era uma vontade antiga que estava adormecida. Quando percebemos que não íamos mais ter como fazer o que fazíamos, imediatamente corremos atrás de outra coisa. Começamos com caldos e saladas de frutas, e depois partimos para o pão italiano com filé-mignon, que foi um boom. Bruno gosta de trabalhar com carnes e eu sempre fiz doces muito bem, então unimos forças. Mas eu também ajudo o meu marido com a parte dos aperitivos, dos salgados, porque a fábrica de roupas reabriu e ele voltou a trabalhar fora de casa. Somos parceiros, então dá tudo certo —diz Flávia, que é mãe de Nicole, de 22 anos.

Se o marido retomou o antigo trabalho, o mesmo não deve se repetir com ela.

—Não penso em abrir mão do Lá Di Casa, que foi um negócio que possibilitou que eu até aumentasse a minha renda. Estou fazendo cursos on-line, equipando a cozinha, enfim, investindo para crescer mais. Só temos no nosso cardápio petiscos e bebidas que gostamos de comer, e eu acredito que esse é o segredo do nosso sucesso — observa Flávia, que trabalha com entrega via delivery de quarta a domingo. —Fazemos questão de levar os pedidos pessoalmente até os clientes.

A parceria profissional com o marido dá certo, mas não é exatamente um mar de rosas. Apesar de eventuais discordâncias, o casal sempre se entende.

— Nós somos geniosos. Às vezes, um quer lançar um novo prato, o outro acha melhor não… Mas entramos em consenso para o bem do Lá Di Casa e do casamento — diverte-se Flávia.



Por , em 2020-12-31 10:17:34


Fonte revistapegn.globo.com



Clique aqui e saiba mais sobre o Super Kit de Moldes + Curso de Costura do Zero. Clicando agora você ganha mini kit gratuito para imprimir + aula grátis.

Deixe um comentário