Máscara com cordinha ou bordado: especialista explica os riscos da fashionização do EPI – Revista Marie Claire – [Blog da Solange Pereira]

Cordinhas para máscara é fashionização arriscada (Foto: Reprodução)

Depois das máscaras de grife e das bordadas ou as floridas mais uma tendência surge enquanto o mundo se vê obrigado a introduzir o equipamento de proteção contra o novo coronavírus. Nas redes sociais e no e-commerce de algumas marcas de acessórios o fenômeno do momento são as cordinhas para máscara.

Assim porquê os cordões para os óculos, elas são feitas de contas, pérolas ou em correntes douradas. Além de servir porquê inferior, muita gente tem usado o item para deixar a máscara pedurada quando esta não estiver no rosto.

A novidade tendência e o novo hábito, no entanto, é um risco para a saúde. “Famoso fômite [objeto capaz de absorver, reter e transportar organismos contagiantes ou infecciosos]”, diz a médica pneumologista e pesquisadora de São Paulo, Letícia Kawano Dourado. “Do ponto de vista de segurança biológica e de saúde é totalmente contraindicado”. 

Cordinhas para máscara é fashionização arriscada  (Foto: Reprodução)

Cordinhas para máscara é fashionização arriscada (Foto: Reprodução)

“O problema de você colocar uma série de adereços na máscara é você está criando superfícies onde pode possuir deposição de partícula viral presente nas gotículas respiratórias que a gente vai ter contato“, explica. 

Ou por outra, a médica ainda lembra que é mais um objeto que nós teremos que higienizar no nosso dia a dia para evitar contaminação. “Por exemplo, no caso da cordinha de pérolas, porquê você vai higienizar adequadamente essa superfície que é composta de várias bolinhas, colocodas uma ao lado da outra. Porquê prometer que elas estão 100% higienizadas? A ‘fashionização’ da máscara aumento o risco de contaminação pela Covid-19 por quem usa”. 

Letícia sugere para quem está disposto a gastar a mais com a máscara que, ao invés de acessórios, invista em uma máscara que garanta mais proteção. “A pessoa pode investir numa N95 se o dispêndio não for um problema. Se a máscara for muito usada e a pessoa fizer o ‘fit test’ e estiver muito ajustada, ela oferece 100% de proteção”, conta a perito. “Na jerarquia das máscaras, a que mais oferece proteção é a N95, seguida da máscara cirúrgica simples e depois a máscara caseira”. 

A médica também alerta também para outras costumizações porquê bordados e pedrarias sobre o tecido da máscara caseira. “Isso tudo dificulta limpeza e limpeza. Você precisa de um material simples que não vá deixar lugar para áreas que podem moderar partículas virais”, finaliza. 

Lady Gaga usa máscara com spikes e cordinha de corrente (Foto: Reprodução)

Lady Gaga usa máscara com spikes e cordinha de fluente (Foto: Reprodução)

Cordinhas para máscara é fashionização arriscada  (Foto: Reprodução)

Cordinhas para máscara é fashionização arriscada (Foto: Reprodução)



Por , em 2020-08-14 06:01:00


Natividade revistamarieclaire.orbe.com



Clique aqui e saiba mais sobre o Super Kit de Moldes + Curso de Costura do Zero. Clicando agora você ganha mini kit gratuito para imprimir + aula grátis.

Deixe um comentário