Começam hoje inscrições para costureiras produzirem máscaras de tecido – cotidiano – [Blog da Solange Pereira]




Máscaras serão fornecidas à população mais carente. (Foto: Denny Cesare/Código 19)

Começam hoje (23) as inscrições de profissionais de costura interessados na confecção de máscaras de proteção individual de tecidos para o combate ao coronavírus em Campinas. As máscaras serão distribuídas gratuitamente pela Prefeitura à população sem condições de comprar o equipamento de proteção.  

Os profissionais interessados em participar devem se inscrever pela Internet e será necessário possuir CNPJ e ser inscrito uma vez que MEI (Microempreendedor Individual). A Secretaria Municipal de Trabalho e Renda será responsável pelo cadastro que deve ser feito .  

A ação foi anunciada pelo prefeito Jonas Donizette (PSB) em uma transmissão ao vivo pelas redes sociais na tarde de ontem.

Ontem (22), a Prefeitura passou a recomendar o uso de máscara de proteção em Campinas, principalmente nos comércios e serviços classificados uma vez que essenciais e que estão em funcionamento durante a quarentena que vai até o próximo dia 10 de maio. Campinas tem hoje 199 casos confirmados da doença e o registro de 10 mortes (leia mais cá).  

LEIA TAMBÉM 
Campinas planeja curso online de covid-19 para comerciantes
Paulínia confirma primeira morte por coronavírus
Todas as regiões de Campinas têm casos de covid-19
Confira as últimas notícias sobre o coronavírus em Campinas e na região
 

Segundo a Governo, ao mesmo tempo que vai atender à demanda de proteção da comunidade, a iniciativa vai oferecer aos profissionais de costura de Campinas uma oportunidade de trabalho e renda em meio à crise econômica provocada pela pandemia.  
 
A Prefeitura ainda não sabe manifestar se haverá um número limite para o cadastro das costureiras, nem mesmo o valor que será pago para os profissionais contratados. “No cadastro a pessoa interessada deverá responder quantas máscaras pode fazer por dia. O preço que será pago será calculado com base na média de mercado”, disse a assessoria de prensa da Secretaria de Trabalho e Renda.

A Secretaria Municipal de Saúde vai orientar os profissionais que forem selecionados sobre uma vez que confeccionar as máscaras de negócio com as normas sanitárias de prevenção. O valor a ser pago pela produção das máscaras será fixado com base no valor mínimo pago no mercado.
 
DINHEIRO  

A contratação das costureiras sem licitação foi verosímil porque Campinas está em estado de calamidade pública por justificação da pandemia de covid-19.
 
O moeda que será pago às costureiras virá da obra da ciclovia na Marginal do Piçarrão, que foi embargada pela Prefeitura nesta terça-feira (21). A obra e executada pela MRV uma vez que contrapartida a um empreendimento da construtora na Vila Industrial. O valor da obra não foi informado.  
 
O embargo aconteceu porque a construtora extraiu dez palmeiras imperiais do canteiro da via, o que chamou a atenção de moradores, que denunciaram o indumentária. Na tarde desta quarta-feira (22), o prefeito Jonas Donizette (PSB) disse que embargou a obra por não julgá-la necessária no momento e que resolveu fazer “do limão uma limonada”, usando a verba para a confecção das máscaras.

Por , em 2020-04-23 04:00:00


Manancial www.acidadeon.com



Clique aqui e saiba mais sobre o Super Kit de Moldes + Curso de Costura do Zero. Clicando agora você ganha mini kit gratuito para imprimir + aula grátis.

Deixe um comentário