Uso de mscaras passa a ser obrigatrio hoje – [Blog da Solange Pereira]

Funcion

Leandro Ferreira/AAN

Funcionria de farmcia de Campinas: regra impedir chegada a clientes que no estejam cumprindo a norma


A partir de hoje o uso de máscaras de proteção será obrigatório em Campinas, Pedreira e Santo Antônio de Posse e a partir de amanhã também em Hortolândia, para as pessoas que estiverem nos estabelecimentos considerados serviços essenciais e que estão abertos na quarentena. O descumprimento dos decretos poderá acarretar em autoações aos estabelecimentos, multas e até lacração.

As prefeituras orientam o transacção que, na medida do provável, forneçam a proteção aos clientes que não trouxerem as máscaras, mas a regra universal é impedir o chegada dos clientes que não estejam cumprindo a norma de uso.

Em Campinas, já havia transacção, ontem, adotando a norma de só permitir a ingresso de pessoas que estivessem usando máscaras, uma vez que foi o caso do Assai. A maioria dos clientes foi às compras com a proteção.

Em Hortolândia, a obrigatoriedade de uso será mais ampla. Inclui embarque em transporte público coletivo e chegada a qualquer terminal, táxi, transporte compartilhado ou por aplicativo de passageiros, desempenho de atividades laborais em ambientes compartilhados com outras pessoas, tanto na Gestão Pública quanto na iniciativa privada, chegada às áreas comuns de condomínios residenciais, comerciais e industriais.

A máscara também será exigida no chegada e permanência em todos os estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços, autorizados a manter atendimento ao público, inclusive as instituições bancárias e cartórios extrajudiciais, e os comércios e serviços nos sistemas takeaway/take-out (retirada para consumo) e drive-thru.

Na semana passada, o prefeito Ângelo Perugini (PDT) informou ao Correio que adotaria a obrigatoriedade da proteção, quando a cidade tiver máscaras em número suficiente para prometer o uso de todos.

Orientação

Já o prefeito de Santo Antonio de Posse, Norberto Oliverio (PSB), disse que a cidade montou uma força-tarefa para produzir e partilhar 25 milénio máscaras à população. A intenção, segundo ele, não é multar, mas orientar as pessoas. A fiscalização estará nas ruas ajudando a população. “Quem estiver sem máscara será orientado a voltar para vivenda e permanecer em isolamento domiciliar. Mas se reincidir, vamos adotar as medidas cabíveis”, afirmou. Costureiras voluntárias estão realizando a confecção e outra equipe de pessoas da comunidade e servidores atuam nos serviços complementares à costura, uma vez que passar elástico, trinchar o tecido, entre outros.




Escrito por:

Maria Teresa Costa




Por , em 2020-04-22 07:48:15


Nascente correio.rac.com.br



Clique aqui e saiba mais sobre o Super Kit de Moldes + Curso de Costura do Zero. Clicando agora você ganha mini kit gratuito para imprimir + aula grátis.

Deixe um comentário