Patou: Conheça a grife que está ajudando a OMS – [Blog da Solange Pereira]

A grife francesa Patou está arrecadando fundos para o projeto da OMS com a Unicef, “Fundo de resposta solidária Covid-19”.



A Patou teve a iniciativa durante a pandemia de produzir o projeto #PatouGether, com a vendas totalmente destinadas a OMS. A grife, criou uma mini coleção de camisetas e moletons básicos unissex. Ambos dos itens são feitos de algodão e com o logo da marca impresso na segmento de trás, podendo encontrar nas cores preto e branco.

Leia Mais:Raspar o cabelo: a novidade trend da quarentena repleta de autoconhecimento

A venda está sendo exclusiva no site Label, com o lucro 100% talhado ao Fundo de resposta solidária Covid-19. Porém o e-commerce está com a entrega restrita para países da Europa, Estados Unidos, Canadá e Austrália.


                                                              Foto: Reprodução/Web


Conhece a Patou?

Falando do universo das grifes, muitos conhece Jean Patou perceptível? que tem os perfumes mais conhecidos do mundo. Porém, vocês sabiam que a marca teve o projeto de tendência reativado em 2019 depois de 26 anos?

Sim, Jean Patou antes de entrar para totalmente para o mundo da perfumaria, era do mundo da tendência. Isto aconteceu em 1914, ele foi o grande pioneiro  no segmento de Sportwear moderno.

A história da grife começa realmente, depois do retorno de Jean da primeira guerra mundial, onde o estilista pode focar totalmente na marca. O estilista ficou publicado por inovar o Sportwear de luxo, oferecer vestidos com saias mais curtas, sem mangas e com a cintura marcada, assim descartando o uso do espartilho.

O JP teve grande destaque nas roupas de banho. Ele também vestiu a grande musa da marca, a tenista Suzzane Lenglen, assim elevando o noção pullovers e outras peças tidas porquê esportivas a um nível mais luxoso, com bordados extremamentes elaborados. A marca teve grande sucesso entre as décadas 20 e 30 e foi uma poderoso concorrente da Chanel na era.

Em 1923, o estilista se lançou porquê perfumista, criando o emblemático Joy, que durante anos foi considerado o perfume mais dispendioso do mundo.

Em seguida a morte do estilista, diversos nomes passaram pela direção criativa de tendência da marca francesa, porquê Marc Bohan, Karl Lagerfeld, Jean Paul Gaultier e Chistian Lacroix. Em 1987, ocorreu o último lançamento e desfile da marca, assim encerrando a participação no mundo da tendência.


 Jean Patou na década de 1930

Fundador da grife, Jean Patou na dez de 1930 Foto: Reprodução/Web


Ressuscitação na tendência

Em 2018 depois longos 26 anos, o grupo LVMH, que é o maior grupo de luxo do mundo e proprietário da Louis Vuitton, adquiriu segmento majoritária da marca, e decidiu relança-la no mercado da tendência ao comando do grande estilista Guillaume Henry, que comandava a diretoria criativa da grife Nina Ricci.

Com comando do Guillaume na seção criativa, a marca já teve suas mudanças, a etiqueta perdeu o “Jean” e passou a focar no vestuário feminino e acessórios jovens, com noção acessíveis e duráveis inspirado na Subida-Costura. Nesta novidade era, o designer reflete seus gostos no mundo cinematográfico, na inspiração pelas mulheres ao volta do mundo e principalmente pela capital francesas, que foi um dos motivos da escolha do escritório e sede da grife, que está localizada próximo a inspiradora Catedral Notre-Dame.

Na grife, as coleções estão com uma pegada haute couture, com volumes dramáticos e um toque sofisticado parisiense, sem deixar de lado a praticidade, e com mesclagens de tons neutros e cores cheias de vida, outrossim a grife coloca Qr codes na etiqueta das peças, com links que conta todos os detalhes da fabricação de cada uma . O retorno solene ao mundo, ocorreu durante a semana da tendência de Paris em setembro de 2019.

O estilista define essa novidade período porquê: “Patou é sobre ótimas roupas que você possa misturar e que a seguirão ao longo da sua vida diária, não importa se você está em Paris, Hong Kong ou Novidade York “.


  Guillaume Henry, atual diretor criativo da grife Patou

Guillaume Henry, atual diretor criativo da grife Patou Foto: Reprodução/Web

Por: Bruna Sousa



Por , em 2020-04-18 18:23:23


Manadeira lorenabueri.r7.com



Clique aqui e saiba mais sobre o Super Kit de Moldes + Curso de Costura do Zero. Clicando agora você ganha mini kit gratuito para imprimir + aula grátis.

Deixe um comentário