Edital de economia criativa oferece R$ 520 mil no RN – [Blog da Solange Pereira]

O Sebrae abriu um edital no Rio Grande do Setentrião voltado para a Economia Criativa com a intenção de estribar projetos culturais e artistas potiguares de diversas áreas. Devido ao contexto do isolamento social e restrições de circulação para contenção do novo coronavírus, o edital criou uma modalidade que contempla recursos para projetos voltados para plataformas digitais, mas também inclui o artesanato, artes cênicas, artes visuais, audiovisual, literatura e música. O investimento totalidade é de R$ 520 milénio.

Créditos: Alex RégisObjetivo do edital é transformar a cultura num instrumento de desevolvimento social e econômicoObjetivo do edital é transformar a cultura num instrumento de desevolvimento social e econômico

As inscrições estão abertas até o dia 13 de maio e podem ser feitas pelo e-mail [email protected] e o edital com o formulário de letreiro está disponível no Portal do Sebrae (www.rn.sebrae.com.br/) na seção ‘Licitações e Editais’.

O edital do Sebrae tem uma vez que  objetivo o fomento ao empreendedorismo cultural para a promoção de negócios da economia criativa. Com esse valor, o Sebrae soma um totalidade R$ 2,12 milhões destinados, através desse tipo de edital, ao fomento de novos produtos, serviços e bens culturais, aquecendo a enxovia produtiva da economia criativa e o patrimônio intáctil do Rio Grande do Setentrião.

Uma novidade modalidades neste edital é a de ‘Serviços Digitais’, que visa contemplar artistas e projetos que desenvolvem iniciativas culturais exclusivamente no meio do dedo, contribuindo para levar cultura à população mesmo em tempos de quarentena. Quaisquer iniciativas artísticas transmitidas pela internet ou aplicativos podem ser apoiadas. Estão previstos 12 projetos nessa categoria, cada um no valor de R$ 10 milénio.

“Acredito que é uma iniciativa relevante para o segmento porque estimula o desenvolvimento de projetos inovadores pra economia criativa e até mesmo em novos formatos. Nesse contexto de isolamento social, os artistas vão pensar na concepção de projetos diferentes das apresentações tradicionais”, pondera a gestora do projeto de Economia Criativa do Sebrae-RN, Ana Ubarana.

A outra modalidade é a tradicional ‘Desenvolvimento de Produtos e Mercados’, que detém um aporte de R$ 400 milénio para estribar até 45 projetos, de R$ 5 milénio (artesanato) a R$ 10 milénio para os demais segmentos. Deverão ser selecionados dez projetos de artesanato, dez de música, oito de audiovisual, cinco de artes cênicas, cinco de artes visuais, cinco de literatura e dois de dança. Quem tiver a Carteira Vernáculo de Artesão também poderá ser proponente de um projeto, na categoria artesanato.

Ana Ubarana explica que, nessa modalidade, não há impedimento de inscrever propostas para o meio do dedo. “A outra modalidade é especificamente voltada para o desenvolvimento de projetos em meio do dedo. Nesse tradicional, o proponente tem de calcular os riscos e explorar o que é verosímil propor que seja teoricamente exequível, considerando esse cenário do novo coronavírus”, explica.

Uma das principais características do edital do Sebrae é que os recursos são destinados ao pagamento dos fornecedores de cada projeto, e não diretamente ao responsável do projeto. Isso facilita a prestação de contas ao final, uma vez que todos os pagamentos ocorrem ao longo da realização do projeto.

Os recursos disponíveis para as iniciativas selecionadas servem para estancar secção das despesas apresentadas na planilha, exposta no momento da letreiro, conforme o valor da quinhão e a natureza da despesa. Somente poderão concorrer ao edital pessoas jurídicas com CNPJ enquadradas tributariamente uma vez que Microempreendedor Individual (MEI), Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP), com funcionamento no Rio Grande do Setentrião.

Por , em 2020-04-18 13:46:54


Manancial www.tribunadonorte.com.br



Clique aqui e saiba mais sobre o Super Kit de Moldes + Curso de Costura do Zero. Clicando agora você ganha mini kit gratuito para imprimir + aula grátis.

Deixe um comentário