Caixa deve criar 30 milhões de poupanças sociais digitais para auxílio emergencial | Jornal Nacional – [Blog da Solange Pereira]

A Caixa deve produzir 30 milhões de poupanças sociais digitais para remunerar o auxílio emergencial. Para muitos brasileiros, é a primeira vez na vida que vão ter uma conta num banco.

A procura por informação sobre o auxílio emergencial de R$ 600 tem levado muita gente às agências da Caixa Econômica em todo país.

Em uma escritório em Mossoró, Rio Grande do Setentrião, a gerente usou um megafone para dar orientações às pessoas: “cooperem, enquanto a fileira estiver desse jeito a escritório permanecerá fechada, se vocês não derem o distanciamento pedido pelo decreto, nós não vamos perfurar a unidade”.

Os depósitos do mercê começaram esta semana para os inscritos no Cadastro Único que não têm conta na Caixa Econômica e também para quem não tem conta em banco nenhum, mas tem recta a receber esse auxilio. É o caso da dona Maria José, que é modista e agora está sem trabalho: “você trabalha só mesmo para se manter. Por isso que eu não tenho conta”.

É o mesmo caso da Silvana, que é diarista. Com a quarentena, ela ficou sem renda: “daqui a pouco eu já não tenho verba mais pra remunerar as contas que tá chegando. Eles vão perfurar uma conta do dedo na Caixa pra todo mundo que não tem conta. Mas uma vez que é q a gente vai saber, o que é que a gente faz? Eu não sei”.

A Caixa Econômica criou a conta chamada poupança social do dedo. Vale para todos os que têm recta ao auxílio emergencial. Porquê ela é 100% do dedo toda a movimentação é feita pela internet, não adianta ir às agências.

Porquê avisou a Talita, a gerente lá de Mossoró: “precisa vir na escritório? Não precisa. Será atendido na escritório? Não será”.

A poupança do dedo é gratuita, não tem tarifa nem dispêndio de manutenção. O aproximação é feito virtualmente, por meio de um aplicativo chamado Caixa Tem, que você encontra na loja de aplicativos do seu celular.

Ao perfurar vai desabrochar uma tela explicando que o aplicativo é talhado aos beneficiários do auxílio emergencial. A pessoa deve informar o número do CPF.

Depois, terá que produzir um nome de usuário e senha para principiar a usar a poupança social do dedo. Com ela, é provável fazer pagamentos de boletos e transferências para outras contas. São permitidas até três transferências eletrônicas gratuitas por mês.

Sacar o verba em espécie só a partir do dia 27 e os saques serão feitos de conciliação com o mês de promanação do beneficiário.

Um verba que, quando chegar, já tem sorte perceptível na moradia da Silvana: “Ninguém previa um negócio desse. Logo eu tenho as contas normais que todo mundo tem, prestação, fora chuva e luz, telefone. Se eu receber os R$ 600 vai ser uma boa ajuda para mim remunerar essas contas.

Por , em 2020-04-15 21:21:00


Natividade g1.orbe.com



Clique aqui e saiba mais sobre o Super Kit de Moldes + Curso de Costura do Zero. Clicando agora você ganha mini kit gratuito para imprimir + aula grátis.

Deixe um comentário