Arte pelos pobres – ISTOÉ Independente – [Blog da Solange Pereira]

Arte Studio Kobra

Na semana passada o artista plástico Kobra, de 45 anos, surpreendeu o mundo com um mural de grafite em homenagem às vitimas da Covid-19. Com 5,80 m de comprimento por 2,70 de profundidade, a obra (supra) pintada em seu ateliê em São Paulo tem o objetivo de invocar a atenção para a premência de tolerância e reverência entre diferentes nações e religiões: “Todos nós possuímos mais motivos para estarmos unidos do que em conflitos”. O trabalho mostra crianças com máscaras e símbolos do cristianismo, islamismo, hinduísmo, judaísmo e budismo. “É momento de ficarmos em uma mesma reza para que a medicina tenha triunfo o mais breve provável”, diz ele. E o seu engajamento não para aí. Além do mural, Kobra lançou uma campanha na qual leiloará peças de seu pilha pessoal para recepcionar cestas básicas e moeda que serão destinados a pessoas em situação de rua.

A verdade sobre Duffy

FRISO GENTSCH

Foram necessários muitos anos para que a cantora britânica Duffy se sentisse preparada para racontar ao mundo a verdade sobre seu desaparecimento.

Por meio de uma missiva publicada em um site no domingo 5, ela falou sobre a experiência traumática que viveu
e que afastou-a da renome em 2015: no dia de seu natalício (25 de junho), Duffy foi drogada e mantida intoxicada durante um mês por um abusador.

Em seguida ser libertada, ela resolveu permanecer em silêncio por terror de ser morta, mas agora resolveu compartilhar sua história:“Estamos vivendo em um mundo machucado e não tenho mais vergonha de expressar que um tanto me feriu”, escreveu ela.

Trovar com Roberto Carlos

Divulgação

A cantora e compositora Liah Soares foi convidada pelo cantor Roberto Carlos para gravarem juntos uma formação dela, “A cor do paixão”, escrita em parceria com Iana Marítimo. “O que mais me surpreendeu foi ver o seu desvelo por cada nota, é inspirador ver isso num artista com tantos anos de curso”, diz ela. A melodia estará na trilha sonora da próxima romance das nove da Rede Mundo, “Um Lugar ao Sol”, e foi inspirada em histórias de paixão que surgem a partir de amizades.

A novidade façanha de Amyr Klink

Mathilde Missioneiro

O navegador Amyr Klink, de 64 anos, já ficou sozinho em um navio no mar e chegou a viajar por até 22 meses nessas condições. Para ele, zero disso foi tão reptador, no entanto, quanto a quarentena imposta pela Covid-19. Ele está em sua lar em São Paulo com a família e declarou que o isolamento social é uma experiência particularmente difícil. O motivo? Diferentemente das suas aventuras, o novo coronavírus não tem prazo para rematar e ele corre o risco de se deparar com a morte de um camarada a qualquer momento: “Perder alguém da tripulação é um tanto que eu não teria resistência física e psicológica para admitir. Por isso, a solidão muitas vezes foi um fôlego no mar.”

A quarentena de Juliana Alves

A atriz Juliana Alves, de 37 anos, que interpreta Renatinha na romance “Salve-se Quem Puder”, da Rede Mundo, está se esforçando ao supremo para aproveitar os dias de isolamento com a filha Yolanda, de dois anos, e o marido Ernani Nunes.No início foi complicado se apropriar à novidade rotina sem gravações, mas agora ela já está habituada ao cotidiano da quarentena. Além de dividir com o companheiro as tarefas domésticas, os cuidados e as atividades com a filha, Juliana tem trabalhado intensamente em home office e feito entrevistas, reuniões e estudos online. Para manter a saúde mental e místico, ela costuma meditar, ouvir músicas relaxantes e ler. O objetivo é ocupar o tempo da melhor forma provável: “Quando tudo isso passar não quero contabilizar o que não foi feito. Quero concluir que continuei sendo produtiva, mesmo com os percalços, mas com todo o desvelo que a situação pede. E ter disposição para o porvir”.

Resguardo pessoal com Kyra Gracie e Malvino Salvador

Divulgação

A perito em resguardo pessoal Kyra Gracie está ensinando as mulheres a se defenderem por meio de aulas ao vivo em suas redes sociais. A iniciativa foi motivada pelo aumento de 50% das vítimas de violência doméstica no Rio de Janeiro durante a quarentena contra a Covid-19. As lives contam com a participação do marido, o ator Malvino Salvador.

Por , em 2020-04-10 04:00:00


Natividade istoe.com.br



Clique aqui e saiba mais sobre o Super Kit de Moldes + Curso de Costura do Zero. Clicando agora você ganha mini kit gratuito para imprimir + aula grátis.

Deixe um comentário