Bauruenses produzem máscaras recomendadas pelo Ministério da Saúde – [Blog da Solange Pereira]

O Ministério da Saúde orientou à população que produzam máscaras caseiras simples para ajudar na prevenção e combate do novo coronavírus.

Desde o início da pandemia a procura por máscaras aumentou drasticamente, fazendo com que o resultado desaparecesse das lojas. Isso fez com que profissionais da saúde, que lidam diariamente com os doentes, ficassem sem as máscaras e sua devida proteção.

O uso de máscaras caseiras visa minimizar as transmissões, além de, por ser de simples confecção, ser bastante atingível a todos.

É importante tomar zelo ao utilizá-la, pois muitas vezes você pode ter a falsa sensação de proteção e concluir deixando um pouco de lado os cuidados necessários, porquê evitar levar as mãos à boca, olhos e nariz. É preciso ter o mesmo zelo, a única diferença é que a máscara caseira “impede a disseminação de gotículas expelidas do nariz ou da boca do usuário no envolvente, garantindo uma barreira física que vem auxiliando na mudança de comportamento da população e subtracção de casos”, de conciliação com o Ministério da Saúde.

Recomendações

Para ser eficiente porquê uma barreira física, o Ministério da Saúde especifica porquê a máscara deve ser e alguns cuidados com a mesma:

  • Ter pelo menos duas camadas de tecido, ou seja, ser dupla face;
  • Ser do tamanho adequado a cada tipo de rosto, sem deixar espaços nas laterais;
  • Ter elásticos que prendam detrás das orelhas, assim, sempre protegendo a boca e nariz;
  • Confeccionada em tecido de algodão, tricoline, TNT ou outros tecidos;
  • Seu uso deve ser individual, ou seja, não pode ser dividida com ninguém, nem com pessoas da sua família;
  • Deve ser usada por murado de duas horas e depois deve ser trocada. Portanto, o ideal é que cada pessoa tenha pelo menos duas máscaras;
  • Use ao trespassar de mansão, e ligeiro uma suplente e uma sacola para zelar a máscara usada;
  • Ao utilizar não fique manipulando a máscara e, ao chegar em mansão, lave as mãos com chuva e sabão antes de retirar a máscara;
  • Tome zelo ao retirar: retire por trás e sem tocar na frente da máscara e depois retirá-la, lave as mãos;
  • Em seguida o uso, a máscara deve ser lavada com chuva e sabão, deixando de molho por murado de 30 minutos em chuva sanitária 2 a 2,5% (a proporção de diluição a ser utilizada é de 1 segmento de chuva sanitária para 50 partes de chuva, por exemplo, 10ml de chuva sanitária para 500ml de chuva potável). Depois do molho, enxágue com chuva manante e lave com chuva e sabão. Quando seca, deve ser passada com ferro quente e guardadas em saco plástico limpo. Lave suas mãos depois higienizar as máscaras.

Separamos alguns empreendedores locais que estão produzindo máscaras caseiras:

Edna Oficina de Costura

O ateliê da Edna está confeccionado máscaras seguindo as orientações do Ministério da Saúde. São feitas em tricoline e malha de algodão.

máscaras
Máscaras para proteção e combate ao Covid-19. Foto: Reprodução/Facebook

Laranja Flor Ateliê

Máscaras dupla face, em tecidos estampados ou lisos 100% algodão. E eles aceitam cartões.

máscaras
Foto: Reprodução/Facebook

Ateliê da Gi

A confecção das máscaras em tecido 100% algodão está a todo vapor e eles entregam supra de 3 unidades.

Máscaras em diversas estampas. Foto: Reprodução/Facebook

Veja outras opções:

Tem várias opções de máscaras na nossa cidade! E o melhor, de empreendedores locais! Ajude o pequeno! Apoie esse movimento e proteja-se, além de proteger quem você governanta!


Confira essa e outras notícias da cidade no site da Solutudo Bauru!

Gostou desse teor? Deixe seu glosa no campo aquém! E se
você conhece alguma história bacana de Bauru e quer que ela seja
contada cá, entre em contato pelo e-mail
[email protected]
 ou pelo nosso WhatsApp.

Por , em 2020-04-06 19:37:31


Manadeira conteudo.solutudo.com.br



Clique aqui e saiba mais sobre o Super Kit de Moldes + Curso de Costura do Zero. Clicando agora você ganha mini kit gratuito para imprimir + aula grátis.

Deixe um comentário