Costureiras fabricam mais de 2 mil máscaras contra o coronavírus – Pequenas Empresas Grandes Negócios – [Blog da Solange Pereira]




Clique aqui e saiba mais sobre o Super Kit de Moldes + Curso de Costura do Zero – entrando agora ganhe Moldes grátis para imprimir + aula de teste.

Costura, moda (Foto: Reprodução/Pixabay)

Costura (Foto: Reprodução/Pixabay)

Em meio à crise provocada pela pandemia do novo coronavírus e os impactos no mundo, eis que surgem exemplos de solidariedade.  Desta vez, a prelecção veio do interno de Minas Gerais. Costureiras da pequena cidade de Monte Belo, no Sul do estado, fabricaram mais de duas milénio máscaras descartáveis para a Santa Morada de Misericórdia, único hospital do município.

A decisão de ajudar veio depois que uma das costureiras moradoras de Monte Belo, Dona Nilce Pereira Shinoda, apreensiva com as notícias da pandemia, se dispôs a ajudar a Santa Morada, que enfrentava dificuldades para comprar máscaras cirúrgicas de fornecedores. “Se não servirmos enquanto estão precisando da gente, não serviremos para hora nenhuma,” acredita a modista.

As máscaras foram confeccionadas com TNT, em galpões e ateliês que em épocas normais fabricam lingeries e uniformes, mas que estavam parados devido à quarentena. Depois de prontos, o material foi levado para o hospital, onde passou por esterilização em autoclave.

A direção da Santa Morada de Misericórdia de Monte Belo explicou que essas máscaras serão uma ajuda para proteger e atender à demanda de pacientes que passam pela recepção do hospital. As máscaras de TNT estão sendo entregues exclusivamente para pacientes que aguardam por atendimento no pronto-socorro. Já os pacientes que chegam com sintomas da Covid-19 recebem a máscara cirúrgica, que é mais segura, e atende o protocolo do Ministério da Saúde.

Fluente do muito

A fluente de solidariedade contou com a participação de sete costureiras, todas microempreendedoras e pequenas empresárias, que fazem secção da Associação Montebelense de Voga Íntima (AMMI ). Elas decidiram atender ao chamado de Dona Nilce. “Eu sabia que sozinha não iria conseguir, portanto, resolvi invitar outras costureiras da cidade”, relembra a modista.

Elaine Cristina foi uma delas. Com a ajuda de funcionárias, que revezavam duas por vez, para evitarem aglomeração, conseguiram confeccionar quinhentas máscaras. “Fui uma das primeiras a admitir o invitação. Acho que sempre que a gente puder ajudar, temos que estar dispostos. E se fosse alguém da minha família que estivesse precisando da máscara?”, questiona Elaine, proprietária da ‘Crislu Voga Íntima’.

Outra pequena empresa sítio a contribuir com a boa ação é a ‘Maçã Verdejante Voga Íntima’. Localizada na zona rústico de Monte Belo, a loja fabrica, em média, três milénio conjuntos de lingerie por mês. A dona da confecção, Lucilene dos Reis Leonardo Paiva, contou que com as funcionárias em moradia, por justificação da quarentena, resolveu pedir a ajuda às duas filhas, a mana e ainda a uma amiga para cumprirem a missão de fabricar 1.500 máscaras para o hospital. E elas conseguiram. “Antes nós podermos ajudar, do que necessitar. No que eu puder, quero ajudar sim,” afirma Lucilene.

Polo de lingeries

Hoje, Monte Belo é considerada polo de fabricação de lingeries em Minas Gerais. São tapume de 130 empresas, entre confecções e lojas, que geram mais de dois milénio postos de empregos na cidade e na zona rústico. A maioria dessas confecções é liderada por mulheres, que antes só tinham a opção de trabalhar nas lavouras do município.

O desenvolvimento da novidade vocação ocorreu com a ajuda do Sebrae Minas, que ofereceu capacitações e treinamentos para as empreendedoras. “Ensinamos a relevância da ‘cultura da cooperação’ para que todas crescessem juntas e de forma organizada. Agora o tirocínio voltou-se para a solidariedade, por uma justificação maior,” comenta a crítico do Sebrae Minas Adaíby Gonçalves.

Com a matéria-prima que sobrou da fabricação das máscaras, secção das costureiras que moram na zona rústico, entre Monte Belo e Cabo Verdejante, estão produzindo outras para entregar no Hospital de Cabo Verdejante, cidade vizinha. Enquanto isso, mais confecções trabalham para fabricar máscaras para cuidadores de idosos de Monte Belo.

Gostou da nossa material? Clique cá para assinar a nossa newsletter e receba mais conteúdos.



Por , em 2020-04-03 18:14:26


Nascente revistapegn.mundo.com



Clique aqui e saiba mais sobre o Super Kit de Moldes + Curso de Costura do Zero. Clicando agora você ganha mini kit gratuito para imprimir + aula grátis.

Deixe um comentário