Funcionários de hospital desviaram 50 mil máscaras descartáveis – [Blog da Solange Pereira]




Clique aqui e saiba mais sobre o Super Kit de Moldes + Curso de Costura do Zero – entrando agora ganhe Moldes grátis para imprimir + aula de teste.

Dois funcionários do almoxarifado de um hospital pessoal na Rua Bresser, zona leste, foram presos nesta quarta, 1º de abril. Eles são suspeitos de desviar 50 milénio máscaras descartáveis que seriam usadas no sítio para prevenção à pandemia do Covid-19.

A investigação foi iniciada no dia 20 de março, quando o supervisor de segurança do grupo hospitalar foi acionado pela Coordenação de Farmácia e Almoxarifado Medial, dando conta de que havia uma inconsistência de 50 milénio máscaras cirúrgicas descartáveis, as quais estavam destinadas a um hospital da rede.

Durante análises das câmeras de segurança, foi verosímil constatar que 20 caixas, com 2.5 milénio máscaras cada uma, foram entregues ao hospital, porém não foram levadas ao galpão do estoque. Foi visualizado que, dias depois, dois auxiliares de almoxarifado, o encarregado e seu subordinado, subtraíram a fardo e colocaram num veículo de uma empresa terceirizada de entregas, retornando horas depois, já sem o material.

 

Deposição para fugir da investigação

 

No comprovante de entrega, de quando o hospital recebeu o material, havia a assinatura do encarregado, que informou o recebimento dos materiais. No entanto, ele não lançou no sistema as 20 caixas subtraídas, pedindo destituição no mesmo dia em que subtraiu o material.

A poder policial expediu mandados de procura e mortificação e de prisões temporárias dos investigados, que foram deferidos.

Os mandados foram cumpridos e a dupla foi presa por rapacidade e associação criminosa.

Na mansão da mãe de um dos envolvidos foi localizado diversos materiais hospitalares. Em estudo de sistema, foi constatado que o ramal estava ocorrendo entre novembro de 2019 e fevereiro de 2020. Estima-se que esses curativos localizados, que não pertencem à fardo investigada, tenham valor de mais de R$ 30 milénio no mercado preto. A modista informou que seu fruto pediu que ela escondesse o material que havia subtraído. Ela foi presa por receptação.

A Polícia Social trabalha agora para identificar e prender o receptador das máscaras desviadas.

Por , em 2020-04-01 14:27:00


Manadeira www.mirapolicial.com.br



Clique aqui e saiba mais sobre o Super Kit de Moldes + Curso de Costura do Zero. Clicando agora você ganha mini kit gratuito para imprimir + aula grátis.

Deixe um comentário